arqa—Arquitectura e Arte Contemporâneas — Portuguese Contemporary Architecture and Art Magazine

Editorial

por: Luís Manuel Pereira

PATRIMÓNIO, A ALQUIMIA DO TEMPO | HERITAGE THE ALCHEMY OF TIME

Cidades e edifícios têm carácter e identidade e geram uma relação emocional com os seus utilizadores. Todos somos agentes na forma de conhecer e viver os edifícios. As cidades e edifícios na sua funcionalidade estão sujeitos a diferentes ações e dependem da sua capacidade de resistir ao tempo. São por isso, reflexo dos seus processos de vida.

A reabilitação faz parte das agendas políticas, tanto a nível internacional como nacional, numa perspetiva de reorganização da cidade e do território. Começa a ser um tema presente nos diversos âmbitos da nossa sociedade, passando por questões sociais, económicas e políticas.

Atualmente  existe a preocupação de reabilitar as cidades, atuando no seu espaço e nos seus edifícios, dotando-os de qualidade e função e corrigindo equívocos sofridos pelas diversas ações de que foram alvo ao longo do tempo. Contudo uma premissa é essencial:  não lhes retirar os dois valores que os simbolizam: alma e identidade. Alma e Identidade revertem em Património.

Falar de  Património  é falar  de memórias vivas seja no âmbito do património construído,  do património imaterial ou do  património natural. As questões do património estão na ordem do dia.

A noção de património não pode ser rígida. É sobretudo algo que exige um diálogo efetivo com a criação contemporânea e com os criadores contemporâneos. Atualmente podemos afirmar que se verifica  um  diálogo permanente, em que esses criadores acrescentam uma mais valia  à herança deixada por  gerações anteriores. 

Os processos de reabilitação e reconversão fazem-se como uma abordagem integrada, sobretudo no plano científico e técnico, recorrendo a vários especialistas.

O arquiteto pela sua qualificação surge como protagonista, tendo em conta a sua formação.

As obras apresentadas, destaque para o Museu Internacional de Escultura Contemporânea, de Álvaro Siza Viera e Eduardo Souto de Moura, projetado junto ao Museu Municipal Abade Pedrosa, que se encontra instalado na antiga hospedaria do Mosteiro de S. Bento, edifício que integra o conjunto patrimonial – Mosteiro de São Bento, em Santo Tirso, imóvel classificado como Monumento Nacional.

Construiu-se um novo volume, a partir do edifício existente, cujo objetivo foi o de estabelecer uma continuidade física. A implantação desta nova volumetria configura um largo, que estabelece o acesso ao novo e antigo museu.

 

Cities and buildings have character and identity and generate an emotional relationship with their users. We are all agents in the way we knowing and living the buildings. Cities and buildings in their functionality are subject to different actions and depend on their ability to resist time. They are therefore a reflection of their life processes.

Rehabilitation is part of the political agenda, both internationally and nationally, in order to reorganize the city and territory. It begins to be a theme present in the diverse scopes of our society, passing through social, economic and political questions.

At present there is a concern to rehabilitate cities, acting in their space and in their buildings, endowing them with quality and function and correcting misunderstandings suffered by the various actions that they have been targeted over time. But one premise is essential: do not take away the two values ​​that symbolize them: soul and identity. Soul and Identity revert to Heritage.

To speak of Patrimony is to speak of living memories whether in the context of built heritage, intangible heritage or natural heritage. Heritage issues are on the agenda.

The notion of heritage can not be rigid. It is above all something that requires an effective dialogue with contemporary creation and with contemporary creators. Today we can say that there is a permanent dialogue in which these creators add, an added, value to the heritage left by previous generations.

The processes of rehabilitation and reconversion are executed as an integrated approach, mainly in the scientific and technical, using several specialists.

The architect by its qualification appears like protagonist, taking into account its formation.

The works presented stand out for the International Museum of Contemporary Sculpture by Álvaro Siza Viera and Eduardo Souto de Moura, designed next to the Abade Pedrosa Municipal Museum, which is housed in the old inn of the Monastery of S. Bento, a building that includes the patrimonial set - Monastery of São Bento, in Santo Tirso, property classified as National Monument.

A new volume was constructed, from the existing building, whose objective was to establish a physical continuity. The implantation of this new volumetry forms a wide one that establishes the access to the new and old museum.

 (…)

Dez 2018

Outros artigos em Editorial

Imagem - O JOGO DE SOMBRAS DE UMA PAISAGEM EMOTIVA | THE SHADOWS GAME OF AN EMOTIVE LANDSCAPE

O JOGO DE SOMBRAS DE UMA PAISAGEM EMOTIVA | THE SHADOWS GAME OF AN EMOTIVE LANDSCAPE

A arquitetura é sempre um ato de invenção. Esta preposição pode parecer ambiciosa e até presunçosa, mas é fácil aceitá-la se partirmos do princípio que a arquitetura envolve sempre um… 

Mar 2019

2018 – ANO EUROPEU DO PATRIMÓNIO CULTURAL 2018 | EUROPEAN YEAR OF CULTURALural HERITAGE

A filosofia subjacente à celebração do Ano Europeu do Património Cultural (AEPC) em Portugal radicou, desde o momento da sua apresentação, em setembro de 2017, na participação ativa da sociedade… 

Dez 2018

Arquivo de Editorial